Jovem de 24 anos é morta a facadas e tiros na Paraíba; ex-companheiro é o suspeito

Share:

O Núcleo de Homicídios da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Guarabira (8ª DSPC) vai investigar o bárbaro e premeditado crime de feminicídio ocorrido na manhã desta terça-feira (9), no Sítio Caixeiro, na zona rural de Juarez Távora, no Agreste da Paraíba.

Segundo informações obtidas pelo FontePB, o caso aconteceu no momento que Lidiane Alves da Silva, de 24 anos, esperava um alternativo para seguir viagem com destino à Campina Grande. Ela foi atingida por disparos de arma de fogo e golpes de faca peixeira.

A mulher foi socorrida às pressas por um motorista de aplicativo até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Ingá mas, não resistiu aos ferimentos e morreu. O seu ex-companheiro é apontado como o principal suspeito do crime.

No dia anterior ao fato, a mulher procurou a Delegacia de Polícia Civil de Alagoa Grande para denunciar as agressões e ameaças sofridas pelo seu ex-companheiro, que era bastante ciumento. Ela relatou também que ainda sentia algum sentimento por ele e por esse motivo evitava denunciá-lo.

O suspeito conseguiu fugir após o crime e continua foragido.

FONTE 83