Paraíba tem 10 mortes confirmadas por arboviroses em 2020


A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou, nesta terça-feira (10), o Boletim Epidemiológico das Arboviroses, referente à 44ª Semana Epidemiológica, o qual revela que a dengue lidera os registros com 6.128 casos prováveis da doença, seguida pela chikungunya com 1.673 notificações e zika com 313.

De acordo com a técnica da SES responsável pelas arboviroses, Carla Jaciara, não houve muita mudança entre o relatório atual e o anterior. Ela explica que o problema da subnotificação ainda persiste e que as regiões de maior incidência continuam sendo as mesmas: 13ª, 4ª e 15ª, localizadas no Sertão, Borborema e Agreste, respectivamente.

“Não temos muita diferença entre esse e o boletim anterior. Se pegarmos até o percentual de variação e dos casos prováveis e trouxermos para a porcentagem, ficou praticamente a mesma coisa. Tivemos mais aumento para a chikungunya, se compararmos com o mesmo período de 2019. Dengue ainda continua com redução e zika também”, pontua.
Mortes

Sobre os óbitos, o nono boletim apresenta 22 registros suspeitos, um a mais que o documento anterior. Até o momento, a Paraíba apresenta três mortes como confirmadas para dengue nos municípios de Sapé, Santa Rita e Aroeiras, e cinco para chikungunya, sendo dois em João Pessoa, um em Riachão do Bacamarte, um em Areial e outro em Malta. Já para o vírus da zika, dois óbitos foram confirmados, sendo um em Aroeiras e o outro em Riachão do Bacamarte. Treze casos foram descartados e apenas um segue em investigação.

O boletim também traz a informação que, em 2020, foram notificados nove casos de gestantes confirmados por vírus zika, sendo sete por critério laboratorial e dois por clínico-epidemiológico nos municípios de Araruna, Campina Grande, Água Branca, Picuí, Pocinhos, Vista Serrana e Boa Vista. A técnica destaca a importância das medidas de prevenção serem reforçadas para os casos das gestantes, principalmente no primeiro trimestre de gestação, sendo um período de risco para infecção por Zika vírus. “Essa é a fase de formação fetal. Porém os cuidados de prevenção se estendem durante toda gestação”, observa.

A SES disse que, apesar do cenário atual do Covid-19, as atividades de controle das arboviroses continuam ativas. Segundo Carla Jaciara, as ações executadas pelo Núcleo das Arboviroses continuam sendo as mesmas, principalmente a de orientar os municípios com relação à notificação, à investigação e ao encerramento dos casos em tempo oportuno.

O boletim traz uma série de recomendações às Secretarias Municipais de Saúde, tais como: sensibilizar a população para eliminação de criadouros do mosquito aedes aegypti, contribuindo para o controle das arboviroses dengue, zika e chikungunya; manter ativa a vigilância para notificação dos casos suspeitos; realizar coleta de material para confirmação laboratorial de casos suspeitos e para o isolamento viral, com intuito de identificar o sorotipo de dengue circulante.

PORTAL CORREIO
Paraíba tem 10 mortes confirmadas por arboviroses em 2020 Paraíba tem 10 mortes confirmadas por arboviroses em 2020 Reviewed by Wallony Oliveira on novembro 10, 2020 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.