Inca estima 1.740 novos casos de câncer de próstata este ano na Paraíba


Novembro é o mês voltado para as orientações de prevenção ao câncer de próstata. Conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se o surgimento de 1.740 novos casos da doença este ano na Paraíba. Este é o segundo tipo mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanona. No entanto é preciso quebrar o preconceito e procurar o médico. Somente este ano de 2020 foram registradas 335 internações em hospitais paraibanos, conforme o Sistema de Informações Hospitalares (SIH-SUS). Desses, 44 acabaram morrendo nas unidades de saúde.

A próstata é uma glândula que está localizada na parte baixa do abdômen. De acordo com informações do Inca, ela é um órgão pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso). A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

Este é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Dentre os fatores de risco está a idade, pois tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos, a questão da hereditariedade, excesso de gordura corporal, entre outros. Na fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa, ou seja, muitos pacientes não apresentam sintomas.

De acordo com informações a que o ClickPB teve acesso, a detecção precoce pode ser feita por meio de exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos em pessoas com sinais e sintomas da doença. Ainda se pode fazer exames periódicos em pessoas sem sinais ou sintomas, o que é chamado de rastreamento. No caso do câncer de próstata, esses exames são o toque retal e o exame de sangue para avaliar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico).

Em João Pessoa, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) oferece serviços desde a políticas de acesso e acolhimento, passando pela saúde sexual e reprodutiva, paternidade e até o tratamento de doenças prevalentes entre os homens. Essa assistência inicia na adolescência, através da vacinação contra o HPV, em crianças e adolescentes na faixa etária de 11 a 15 anos incompletos (até 14 anos, 11 meses e 29 dias). Os serviços estão distribuídos nas Unidades de Saúde da Família (USFs), nas Policlínicas e Rede Hospitalar.

CLICK PB 
Inca estima 1.740 novos casos de câncer de próstata este ano na Paraíba Inca estima 1.740 novos casos de câncer de próstata este ano na Paraíba Reviewed by Wallony Oliveira on novembro 01, 2020 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.