Oitavo reajuste eleva preço do gás de cozinha a até R$ 85 na Paraíba

Share:

O gás de cozinha deve ficar mais caro para o consumidor paraibano a partir desta sexta-feira (23). De acordo com o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba (Sinregás), Marcos Antonio Bezerra, o preço do botijão deve passar a variar entre R$ 80 e R$ 85.

O reajuste foi anunciado pela Petrobras na terça-feira (20). A estatal alega a variação do mercado internacional para o aumento. Este é o oitavo aumento que a Petrobras aplica sobre o botijão de 13 kg no ano de 2020. “É bem possível que até o fim do ano tenhamos mais um ou dois reajustes”, adianta Marcos Antonio Bezerra.

Apesar dos últimos anúncios de reajustes, pesquisas do Procon apontam que os preços praticados pelas revendedoras se mantêm estáveis. O presidente do Sinregás explica que isso acontece porque os preços não são tabelados e os valores repassados ao consumidor final varia de acordo com a estrutura do estabelecimento que comercializa os botijões.

“Ocorre também que muitas revendedoras compram os botijões sem nota fiscal e repassam sem nota fiscal. Por não pagarem imposto, reduzem os preços. Essa prática é prejudicial ao consumidor, que acaba não tendo garantia da qualidade do produto. O que parece ser barato, pode acabar saindo caro, se o revendedor adulterar o peso do botijão, por exemplo. Por segurança, indicamos sempre que o consumidor exija a nota fiscal”, recomenda Marcos Antonio Bezerra.

PORTAL CORREIO