CRM afirma que equipe de auditoria será substituída, após denúncias de irregularidades na FAP

Share:

Após denúncias de irregularidades no pagamento das Autorizações para Internações Hospitalares (AIHs), no Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP),a Secretaria de Saúde de Campina Grande vai substituir a equipe de auditoria. A informação é do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM), confirmada pela própria FAP. 
A decisão sobre a troca da equipe de auditoria é decorrente de um acordo. "Um dos pleitos dos médicos é que a auditora fosse substituída. Essa substituição está acontecendo hoje. Isto feito, eles devem retornar o atendimento", disse o médico  Antônio Henriques de França Neto, vice-presidente do CRM. O Conselho, segundo ele, vai apurar se houve infração ética por parte da médica denunciada, a auditora. 
As denúncias foram realizadas por médicos cirurgiões da FAP. Segundo eles, há distorções entre procedimentos solicitados na AIH e os valores pagos na FAP. Os códigos dessas autorizações teriam sido fraudados para que os valores a serem recebidos fossem menores. As irregularidades envolvem o Setor de Auditoria, ligado à Gerência de Regulação e Serviços de Auditoria em Saúde e a Diretoria de Planejamento e Regulação. 
Uma sindicância também foi aberta pela Secretaria de Saúde de Campina Grande. O ato foi publicado no Semanário Oficial. A sindicância deve ser concluída em um prazo de 30 dias, podendo ser renovado pelo mesmo período, a contar do dia 3 de julho, data da publicação. 
Os médicos continuam com as atividades paralisadas, desde as denúncias, no início de julho. Eles aguardam o posicionamento da Prefeitura de Campina Grande ou da FAP. A Secretária de Saúde pretende realizar o pagamento dos possíveis valores devidos aos médicos, caso haja a conclusão de que há dívidas com eles. 
Click PB