Açude de Boqueirão perde até 2 centímetros/dia e deve chegar ao fim do ano com 13%

Share:

O açude Epitácio Pessoa, O Boqueirão, localizado no Cariri da Paraíba e fonte de abastecimento de mais de 20 localidades, está secando até dois centímetros por dia. A previsão é dele chegar ao fim do ano com 13%. Nesta segunda-feira (29), os dados do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Denocs) indicam que o Boqueirão está com 23,6% do seu volume ou 110.257.700 m3. Mesmo assim, não há risco de racionar a distribuição.

O especialista em gestão de recursos hídricos, Isnaldo Costa, garantiu que o consumo está normal e não levará as populações ao racionamento. Segundo ele, as chuvas estão mais para o Brejo e o Agreste neste período, por isso, o açude baixa o volume. “A situação hídrica já está sob controle desde que foi ligada a transposição do Rio São Francisco. Deste período até o fim do ano, que ficará sem chuvas, a tendência dele é ir baixando. Mesmo com a divisão dessa água indo para a barragem de Acauã, a situação está sob controle”, contou.

Isnaldo afastou o problema do racionamento, mas lembrou que reutilizar a água ou gastar menos em casas e indústrias sempre é bom. “Aquela crise hídrica que enfrentamos em 2016 e 2017 está bem distante da nossa realidade. Do jeito que está a baixa do volume do açude, ele pode chegar ao fim do ano com 13%. Quando chegar em setembro ou outubro, será avaliada a necessidade de ficar com a água da transposição ligada para manter o volume”, explicou.

Transposição – O estágio atual das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf) com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional foi apresentado pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, em audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) no dia 12 de junho. Os dois eixos da Transposição estão em andamento, mas com problemas.

As obras do eixo norte da transposição do Rio São Francisco estão 97% concluídas e as águas deverão chegar ao reservatório de Jati, no Ceará, neste segundo semestre de 2019. Já o eixo leste, que já atende à região de Campina Grande e municípios do Agreste pernambucano, está 97,6% concluído, e também deve ser totalmente finalizado em breve.

Paraíba MIX|PB Debate – Foto: Chico Paraíba